Guia para livros livres

De Protopia
Ir para: navegação, pesquisa

Esta página se dispõe a ser um guia para se encontrar livros e textos livres e libertados na internet.

Livros livres são, obviamente, aqueles que os urubus defensores do direito autoral não conseguem transformar em carniça e cuja leitura livre não conseguem proibir. Para quem não sabe, "direito autoral" é o nome politicamente correto que se dá a censura no século XXI. Com base nele, é possível tornar escasso o acesso a livros, filmes, músicas e tudo que não é material para aumentar os lucros das editoras, grandes estúdios e gravadoras. Claro que isso exclui de boa parte da população a possibilidade de obter material que aumente seu conhecimento e cultura, mas, plagiando uma velha frase, aplicável à indústria cultural, "quando ouço falar em cultura livre, saco meu revólver".

Domínio público e outros[editar]

Para obras que já se encontram em domínio público ou não, existem as seguintes opções:

Outra boa opção são torrents que contêm a maior parte dos livros que se encontravam no blogue Livros de humanas. Este blogue foi intimado judicialmente pelos abutres da indústria editorial, que visivelmente não compreendem que o conhecimento deve soprar com o vento (e não gerar lucro), e encerrou as atividades com medo da repressão dos "agentes da lei" (que representam, obviamente, os agentes econômicos maiores). Numa ação solidária e mútua sem precedentes, o conteúdo do sítio começou a ser distribuído livremente pela internet, através do sistema torrent. Assim, existem as seguintes opções para baixar (e semear para outrxs também terem acesso ao conhecimento, claro):

Jornais e revistas[editar]

  • Biblioteca digital da UNESP - Vários periódicos anarquistas paulistas da primeira metade do século XX. Alguns de França e Espanha.

Pesquisando na internet[editar]

Uma boa forma de pesquisa é procurar em mecanismos de busca. No google ou no duckduckgo, por exemplo, é uma boa dica procurar pelo nome do livro e adicionar a seguinte expressão: "filetype:pdf". Isso garante que todos os retornos da pesquisa sejam arquivos pdf, que é como livros geralmente são colocados na internet. Você também pode adicionar as expressões "filetype:doc" ou "filetype:odt", que são arquivos de programas de escritório (o primeiro proprietário e o segundo livre). Por exemplo, se você quiser procurar pelo livro "Uma estação no inferno", de Arthur Rimbaud, você pesquisará por "Uma estação no inferno filetype:pdf".

Uma boa dica em sítios de pesquisa é ir até a última página e pedir para listar os resultados omitidos. Muitas vezes resultados válidos são enquadrados nessa categoria pelo sítio.

O 4shared é uma boa fonte de pesquisa de livros pois, apesar de seus servidores se localizarem nas ilhas virgens britânicas, seu público é majoritariamente brasileiro[1], por conseguinte seu conteúdo em maioria em português. Não é nada raro encontrar grandes bibliotecas de clássicos literários neste site, sendo muitos possuindo o selo do antigo coletivo Sabotagem. Ainda há outros sítios para pesquisa, como o files tube, que indexa resultados de vários sítios de download.

Outra alternativa é o sítio Scribd, que disponibiliza livros para visualização enviados por usuários. Sua opção de download, no entanto, não é muito simples. Uma boa dica também é a biblioteca do escola de redes, que tem um acervo bem rico.

Mas antes de tudo, que tal tentar verificar se o que procuras já não está armazenado aqui no Protopia? Ou então, quem sabe, linkamos o livro hospedado em outro sítio na página do respectivo autor?


Em outros idiomas[editar]

Compartilhe[editar]

Uma boa prática é baixar os livros e compartilhá-los na internet. Como os urubus da indústria editorial costumam patrulhar e tirar do ar páginas que contenham livros que tenham os famigerados direitos autorais (o que impede a difusão plena do conhecimento na sociedade, como todos sabem), uma boa prática é baixar livros e colocá-los à disposição em sítios de armazenamento de arquivos, como por exemplo:

Você também pode usar os mecanismos de pesquisa desses sítios para procurar o livro que deseja. Existe também o FilesTube, um mecanismo de pesquisa que vasculha vários sites de compartilhamento de arquivo ao mesmo tempo.

Claro que isso não impede que os urubus tirem os arquivos da rede posteriormente, mas permite que outras pessoas tenham acesso (mesmo que temporário) aos livros. Além do mais, por mais numerosos que sejam os urubus e por mais grana que eles usem para fazer leis em seu favor, é impossível patrulhar e censurar toda a rede. Principalmente depois do terrorismo que o governo dos EUA promoveu ao fechar um dos mais famosos sítios de compartilhamento, o MegaUpload, outros sítios fecharam ou passaram a exigir cadastramento ou diminuíram sua velocidade de download. Esse é mais um motivo para você migrar para o sistema torrent. Compartilhar livro em redes p2p (que é o caso do torrent), vem se tornando menos raro e quanto mais pessoas compartilham, maior a quantidade de material livre. Talvez um dia as pessoas comecem a compartilhar na internet mais livros do que o último blockbuster estúpido sobre carros que viram robôs e derrotam alienígenas com a ajuda do presidente dos EUA, ou do que o novo disco da Paris Hilton.[2] Para que esse dia chegue, você pode começar a libertar o conhecimento compartilhando.

Se estiver disposto, pode configurar um servidor FTP em casa, usando um desktop antigo, para compartilhar os arquivos que quiser com seus amigos, estejam eles na vizinhança ou do outro lado do mundo. Mantenha a opção de visualização e download dos arquivos sob senha, assim evitando problemas judiciais se estiveres infringindo copyright, e liberando o conteúdo apenas para aqueles com que você (de forma segura, espero) compartilhou usuário e senha válidos.

Dúvida sobre o conteúdo aqui publicado, favor relatar na página de discussão.

Referências

  1. Ver estatísticas do 4shared.com. [1]
  2. Se bem que os CDs da Paris Hilton são muito bons para isto: [2].