Crises de superprodução

De Protopia
Ir para: navegação, pesquisa

Segundo Karl Marx:

A causa principal das crises econômicas seria a desproporção entre o desenvolvimento dos meios de produção de um lado, e o crescimento limitado dos salários e do número de trabalhadores empregados.

A melhor maneira de entender isso é perguntar: quem compra a quantidade de bens em expansão?

Com os baixos salários, os trabalhadores não podem comprar as mercadorias produzidas pelo seu trabalho.

De outro lado, os capitalistas não elevam os salários, pois sempre buscam os maiores lucros possíveis.

Quando as empresas não conseguem vender os bens que produzem, tem que fechar fábricas e demitir os trabalhadores.

Então, o montante total dos salários cai ainda mais, e mais empresas não conseguem vender os seus estoques.

Uma “crise de superprodução” se manifesta quando as mercadorias que se empilham e as pessoas não podem pagar.

Essa é uma característica fundamental de maioria das crises econômicas que observamos.

A humanidade deve decidir se continuará a enfrentar crises econômicas cada vez mais severas que levarão à barbárie, ou uma revolução socialista.

Resumo de A Crise Econômica