Congresso do Partido Comunista-Anarquista, no Rj em 1919

De Protopia
Ir para: navegação, pesquisa

Talvez apenas os militantes anarquistas da velha guarda saibam que ao Partido Comunista marxista, hoje existente, antecedeu, há 43 anos, o Partido Comunista-Anarquista, fundado em 9 de março de 1918, no Rio de Janeiro, e em São Paulo no dia 16 de junho do mesmo ano. A fim de que uma assembléia de todo o movimento anarquista do Brasil aprovasse as bases programáticas desse partido, convocou-se um Congresso libertário para os dias 21, 22 e 23 de julho de 1919, na antiga capital da República, na sede do Centro Cosmopolita, à rua do Senado, 215, agremiação dos garçons, como também foi na sede da organização dos garçons (A Internacional), no largo de São Francisco n.° 5, que se fundou o núcleo de São Paulo.

Além dos elementos das organizações cariocas, estiveram presentes no Congresso representantes dos Estados de Alagoas, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e São Paulo. Houve ainda as adesões de outros organismos que não puderam fazer-se representar diretamente.

Esse Congresso libertário despertou grande interesse, atraindo uma assistência numerosa, que lotou o vasto salão do Centro Cosmopolita. Além do exame do programa anarquista do Partido, o Congresso deliberou também o desenvolvimento da organização libertária e da obra a realizar.

A polícia interveio e proibiu a realização das sessões públicas do Congresso, arbitrariedade que encontrou repulsa até na imprensa diária.