A revolução não será televisionada

De Protopia
Ir para: navegação, pesquisa

... e se for ninguém estará assistindo.

A revolução não vai te dar influência política, carros de luxo, ou antidepressivos de marca. Ela tornará tudo isso supérfluo.

A revolução não vai te ajudar a ganhar massa muscular ou a tonificar suas coxas flácidas. Ela vai possibilitar que você se sinta bonito no seu corpo, não por causa dele.

A revolução não te dará poderes sobrehumanos ou criatividade, audácia ou solução para conflitos. Ela vai remover os obstáculos que te impedem de exercer os poderes que você já tem.

A revolução não vai acabar com a violência, desavenças ou lutas interpessoais. Ela vai te oferecer a chance de finalmente lutar pelos teus próprios interesses, e deixar as peças caírem onde elas devem.

A revolução não vai somente dar oportunidades iguais a todos gêneros, etnias e nacionalidades ― ela vai acabar com as fronteiras que os separam.

A revolução não te tornará autosuficiente. Ela te tornará apto a cuidar dos outros, e os outros a cuidar de ti.

A revolução não te dará o homem ou a mulher dos teus sonhos. Ela trará à tona a beleza única de quem está à sua volta.

A revolução nem sempre vai te nutrir, te abrigar ou te curar, mas fome, sede e frio vão te preocupar muito menos.

A revolução não significa que tu finalmente terá o que merece. Ela te dará tesouros que ninguém jamais merecerá, assim como ela te magoará com uma dor para a qual nada te preparou.

A revolução não será simples, limpa ou fácil. Ela vai te ajudar a encontrar significado nas coisas difíceis, a ser corajoso para enfrentar complexidades e contradições, a sujar tuas mãos e gostar disso.

A revolução não vai acontecer amanhã ― ela nunca acontecerá. Ela está acontecendo agora mesmo. Ela é um universo alternativo paralelo a este, esperando que tu troque de lado.